Tecnologia

Fraudes digitais marcam presença na Black Friday 2021

08/12/2021

Pedidos de análises de fraudes digitais dobraram durante a Black Friday 2021 e milhões de reais foram poupados. Confira esses e outros dados a seguir.

 

Considerada a Black Friday das galáxias, em 2021 os dias de promoções mais aguardados pelos consumidores do e-commerce brasileiro também foram dias marcados por inúmeras tentativas de fraudes digitais.

 

Durante os dias 26, 27 e 28 de novembro, a Konduto, empresa de inteligência artificial de prevenção de fraudes, registrou o dobro de pedidos de análises de fraudes processados em comparação ao mesmo período de 2020. Foram 20 pedidos analisados por segundo em 2021, contra 9 por segundo em 2020.

 

Tentativas de fraudes na Black Friday 2021

 

Milhões de reais em fraudes digitais foram poupados

A boa notícia é que ao mesmo tempo em que as vendas e as análises cresceram, também foi possível evitar que mais fraudes acontecessem.

 

Ao todo, foi possível evitar um prejuízo de R$102 milhões aos setores de e-commerce e pagamentos digitais, número 80% maior que em 2020, quando o valor chegou a R$ 57 milhões.

 

Os números são do “Balanço das Fraudes na Black Friday 2021”, estudo divulgado ainda em novembro de 2021, pela Konduto, junto com dados da Boa Vista Serviços, empresa de inteligência analítica.

 

Ataques de fraudes acontecem a luz do dia

Mesmo para a Black Friday, que é uma campanha que começa na madrugada, desde 2016 os fraudadores atacam preferencialmente em horário comercial.

 

Os dados mostram que mais de 52% das tentativas de fraudes evitadas foram realizadas entre 6h e 18h (17,43% das 6h às 11h59 da manhã / 35,75% das 12h às 17h59).

 

Pouco mais de 34% aconteceram das 18h às 23h59. O menor registro fica para a madrugada, com 11,89%, das 0h às 5h59.

 

Vendas X Fraudes – Outro registro interessante demonstrado no estudo é que no ano passado, as vendas da Black se diluíram de forma mais equilibrada nos 3 dias do final de semana. Já em 2021, 62,58% das vendas aconteceram na própria sexta, contra 42,93% em 2020.

 

O volume de vendas no sábado foi de 20,36% em 2021, contra 27,72% em 2020. No domingo as vendas diminuíram ainda mais em 2021, representando 17,06% das vendas totais para os três dias de promoções, contra 27,35% em 2020.

 

Mesmo com o crescimento nas vendas da sexta-feira, os volumes médios de fraudes se mantiveram parecidos com o ano passado.

 

Do total de fraudes em 2021, 46,32% aconteceram na sexta-feira, 27,09% no sábado e 26,59% no domingo. Em 2020 os números foram parecidos, com 43,77% de fraudes realizadas na sexta-feira, 30,71% no sábado e 25,52% no domingo.

 

Se formos comparar o número de fraudes com o número de compras realizadas na sexta-feira, as fraudes diminuíram em comparação com o ano de 2020. Sinal de que apostar em inteligência artificial para proteção de fraudes funciona.

 

Estados com maior número de tentativas de fraudes

Entre os estados com o maior número de tentativas de fraudes está a cidade maravilhosa. O Rio de Janeiro representou 35,7% das tentativas fraudulentas em compras digitais durante a Black Friday.

 

São Paulo é o segundo estado com grandes tentativas de ataques, com 21,54%. Em seguida aparece o Ceará, com 8%. O estado que possui a menor taxa na tentativa de fraudes é o Acre, com 0,17%.

 

Percentual de fraudes por pedidos nos principais estados

Um dado importante e que representou queda em 2021 é o percentual de fraudes por pedido. Esse comportamento teve redução em quase todos os estados. Confira o balanço entre alguns estados brasileiros:

 

Ceará – É o estado com maior percentual de vendas fraudulentas: 2,02% dos pedidos do estado são tentativas de fraude.

São Paulo – Se destaca positivamente. Apresenta queda no percentual de fraudes, saindo de 1,41% para 0,37%.

Rio de Janeiro – É o estado com maior taxa de fraudes. Aumento de 0,5% no volume de tentativas de fraudes de 2020 para 2021. Os golpes eram de 1,16% em 2020 e agora são de 1,67%.

Amapá – Aumento no comparativo quantitativo de Fraudes X Vendas: em 2020, 0,57% dos pedidos do estado eram tentativas de fraude. Em 2021 esse número pulou para 1,72%

 

Entre os estados que tiveram aumento no índice de golpes durante a Black Friday foram: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rio de Janeiro, Rondônia e Tocantins.

 

Hábito de comprar online chegou em 2020 para ficar – De acordo com as análises do estudo, as pessoas que começaram a utilizar as lojas virtuais para fazer compras online durante a pandemia gostaram da experiência e passaram a usar inclusive na Black Friday.

 

❗Mobile First é tendência para compras e fraudes

Da mesma forma que as pessoas utilizam cada vez mais o celular para realizar compras online, as fraudes também aumentam por meio do dispositivo móvel. Na Black Friday, 70% das tentativas de fraudes aconteceram via mobile.

 

No navegador Google Chrome Mobile, o mais usado entre os consumidores, as vendas saltaram de 44.66% em 2020 para 51,95% em 2021. As tentativas de fraudes utilizando o mesmo navegador também apresentou aumento de quase 10% (34,12% em 2020 / 43,21% em 2021).

 

Já no navegador Chrome para desktop os números diminuíram tanto em relação às compras, quanto para as tentativas de fraude. Veja: Em 2020, as transações nesse navegador foram de 29,49%, e em 2021 caiu para 25,06%. As tentativas de fraudes foram de 40,06% em 2020 para 25,18% em 2021.

 

Interessantes esses dados, não é mesmo? Essas informações são úteis para as lojas virtuais se protegerem de todas as formas possíveis contra as tentativas de fraudes. Principalmente nas temporadas de promoções e datas comemorativas, como o Natal.

 

Aproveite para compartilhar esse conteúdo com seu time. Continue acompanhando o Blog da CRP Mango e confira as principais informações do mundo do marketing digital.

Veja também